Páginas

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Amigos para sempre


Quem acompanha o futebol europeu sabe que praticamente todos os clubes que o sueco Ibrahimovic jogou, tinha um lateral esquerdo brasileiro no elenco. E esse encontro não é mera coincidência. Como foi o elo entre os dois? Um sueco e um capixaba, estranho? É o que vamos descobrir nos Detalhes do Futebol.

O jogador Maxwell, do PSG atuou com Ibra no Ajax, Internazionale, Barcelona e por último, no PSG. Eles só não jogaram juntos quando Ibra defendeu a Juventus e o Milan, depois de desentendimentos com Guardiola, técnico dos catalães. O encontro dos dois não é por acaso, ao contrário, segundo alguns jornais internacionais, Ibra já até colocou como condição para contratos a vinda do brasileiro, usando o famoso Q.I. Informação negada por Maxwell. "Não tem como rolar esse tipo de coisa. São clubes muito grandes, que tem todo um processo de contratação, feito pelos diretores, olheiros. É difícil se envolver nessas contratações", responde o lateral.

O início da parceria 

A amizade começou nos tempos de Ajax, na Holanda. Mesmo com pouco tempo de relacionamento, os dois se entrosaram. Ibrahimovic chegou a pedir ao Maxwell para ir morar com ele, pois não tinha mais dinheiro. Ibra se empolgou com o primeiro contrato, gastou tudo com um carro luxuoso e uma bela casa que comprou em Malmo para sua família. Maxwell não pensou duas vezes e concordou em ajudar o novo amigo. O sueco, em 2013, falou sobre essa fase da vida. A entrevista foi publicada no site oficial da liga francesa. Ibrahimovic abriu o coração para falar do brasileiro. ''Um dia, liguei para ele e disse que não tinha comida em casa. Precisava de ajuda. Ele disse OK e me falou para ir para sua casa. Fiquei lá por duas semanas, pendurado nele, comendo e dirigindo juntos para os treinos. Depois, o salário chegou e as coisas ficaram mais fáceis", ressaltou o atacante, que mostrou seu carinho pelo brasileiro com um apelido.
"Maxwell é o melhor cara do mundo. Se você pensar em um urso de pelúcia, você tem o Maxwell", resumiu Ibrahimovic.
Já o lateral esquerdo, fala de Ibrahimovic como se fosse um irmão. "Às vezes a gente faz amizade no futebol, vai para um canto diferente e se afasta. Não tem contato diário e fica difícil manter. Vivemos muitos momentos juntos no futebol, desde jovens solteiros no Ajax até hoje com famílias que se gostam. Terei o Ibra para o resto da minha da vida. Já passamos por tanta coisa. Durante o jogo a gente comenta: "Vamos para mais uma, falta pouco, vamos até o final, tamo junto (sic)". Essa coisa de amigo. Nossa amizade é normal, honesta, simples. Ele é um cara família como eu. Ibra tem um coração grande que as pessoas não vêem", conta Maxwell. Ambos são melhores amigos declarados.

Títulos 

Os dois jogadores de 34 anos começaram a ganhar títulos com a camisa do Ajax em 2002, com as conquistas do Campeonato Holandês, da Copa e da Supercopa do país naquela temporada. Depois, a rotina se repetiu na Inter de Milão, Barcelona e PSG. Como o sueco encerrou sua passagem precocemente no time catalão para jogar por dois anos no Milan, o lateral-esquerdo brasileiro o superou em número de títulos até aqui.

Dos mais de 30 títulos do lateral esquerdo na Europa, 20 foram ao lado do sueco Ibrahimovic. São mais de dez temporadas ao lado do atacante.

O “time dos sonhos” de Ibrahimovic

Modéstia não é o forte de Ibrahimovic, disso todo mundo sabe. Lembre-se que ele já se definiu como rei, lenda e até Deus, exageros a parte. Ao escolher um time com os 11 melhores jogadores com quem já jogou, ele o incluiu na lista e também não esqueceu de Maxwell. Sujeito esperto e grande amigo. A lista completa ficou assim: Buffon, Thuram, Thiago Silva, Cannavaro, Maxwell, Iniesta, Viera, Xavi, Nedved, Messi e Ibrahimovic.

Mais uma separação 

Recentemente, o sueco assinou com o Manchester  United, da Inglaterra. Ibra chega para ser o principal nome dos Diabos Vermelhos neste processo de reformulação da equipe, que será treinada por José Mourinho. O time da capital francesa sentirá falta do rei de Paris. Simplesmente, o maior artilheiro da história do PSG, ele marcou 152 gols em 178 jogos e conquistou 12 títulos. Mas quem sentirá falta mesmo é o ex-companheiro Maxwell. O lateral que até foi especulado no Cruzeiro, renovou contrato com o PSG por mais uma temporada. O 'divórcio' parece ter sido selado de vez, já que ambos devem se aposentar no fim da outra temporada. Ou será que Ibra pedirá a Mourinho a vinda do seu fiel escudeiro? A conferir.



"São apenas detalhes do futebol"