Páginas

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Eternas promessas



As categorias de base sempre chamaram a atenção dos amantes do futebol, pois é de lá que surgem os próximos talentos do mundo da bola. Identificar essas joias raras pode ser uma tarefa árdua, e investir nelas também. Muitos jovens não evoluem o esperado e frustram expectativas. E são essas histórias que vamos relembrar nos detalhes do futebol.

É muito comum no futebol um jovem atleta se destacar dos demais e se tornar objeto de desejo de várias equipes. Empresários ficam atentos e vêem uma ótima oportunidade à frente. A presença de olheiros em jogos e até em treinos está dentro da normalidade dos novos parâmetros do esporte. Em seguida, é contratado por milhões e dá sinais de que será um novo ídolo. Mas não é tão simples assim. Vejamos alguns casos.

Kerlon, o foquinha

Em 2005, Kerlon fez sucesso nacional pelo Cruzeiro, com seu exótico drible da foca. Ele controlava a bola com a cabeça, algo raríssimo no futebol. Kerlon era promissor e logo foi contratado pela Internazionale de Milão. Mas não teve espaço no elenco do time italiano, logo foi emprestado para o Ajax, da Holanda. Em Amsterdam, viu sua carreira despencar, pois logo nos primeiros jogos na equipe sofreu uma grave lesão.. Tentou ressurgir no Paraná, mas não vingou em Coritiba. Jogou até no Nacional-MG. Atualmente está no Vila Nova de Minas Gerais.

Lulinha, o futuro do Timão

Astro da base do Corinthians, e responsável por um feito de estrela: marcar 297 gols nas categorias de base. Tais fatos, fizeram de Lulinha uma espécie de pequeno príncipe no Corinthians. E esse príncipe despertou interesse do poderoso Chelsea, mas o clube inglês recuou diante da multa rescisória de US$ 50 milhões. O meia, porém, não repetiu o bom futebol no profissional, passando por Bahia, Ceará e Criciúma. Foi emprestado pelo time cearense ao Red Bull Brasil para a disputa do Paulistão 2015. Agora está no Botafogo, mas a diretoria já disse que o atleta não está nos planos para 2016.

Jean Chera , a nova joia da Vila Belmiro

Chegou ao Santos com apenas 10 anos, foi apontado como a nova joia do clube paulista. O meia, porém, não chegou a se profissionalizar no clube. Mesmo assim, recebia 25 mil reais mensais. Após fazer uma série de exigências, deixou o time rumo ao Genoa da Itália, onde não se firmou. Passou por Flamengo, Atlético-PR, Cruzeiro, Oeste, Pinheiros e pelo futebol romeno, sendo dispensado em todos eles. Após tentar cavar uma vaga no Botafogo, fechou com o Cuiabá Esporte Clube para 2015. Em seguida, voltou ao Santos recebendo 900 reais por mês. Agora, deve ser emprestado ao Vitória de Pernambuco.

Mais um santista, Tiago Luís, o Messi brasileiro

Tiago Luís foi revelado pelo Santos e já foi chamado até de 'Messi brasileiro' pela imprensa espanhola. O atleta gerou interesse do Real Madrid, mas o Santos na época não chegou a negociá-lo. O atacante, porém, não 'decolou'. Passou por Bragantino, Mirassol e disputou o último Brasileirão pela Chapecoense.

Deisler, meia alemão

Basti Fantasti, como era chamado, surgiu em uma época de crise existencial do futebol alemão. A geração germânica nem sem comparava com atual. O habilidoso meia-direita chamou a atenção da mídia alemã por demonstrar qualidade diferenciada e possuir passes e dribles raros para o futebol germânico da época,o que o deu o status de jovem promessa. Em 2001, uma séria lesão no joelho direito o tirou da Copa do Mundo de 2002. Foi o início de seus problemas com lesões e da depressão decorrente do período afastado. Recuperou o bom futebol e foi bastante elogiado em 2005 na Copa das Confederações. Porém, uma nova lesão o tirou de outra Copa, dessa vez a competição seria em seu país natal. Deisler jamais se recuperou psicologicamente e em janeiro de 2007, quando parecia prestes a voltar a atuar, anunciou a aposentadoria precoce, com apenas 26 anos.

Freddye Adu

Ganês e naturalizado norte-americano, Freddye Adu já foi anunciado como o novo Pelé pela imprensa local. Muitos clubes grandes se interessaram pelo jovem, como Manchester United, onde chegou a fazer um período de testes, e Real Madrid demonstraram interesse em seu futebol. Mas, assim que completou 18 anos, ele se transferiu para o Benfica de Portugal. E o que aconteceu? Nada.Teve passagem também pelo Bahia, mas não vingou. Hoje, com apenas 26 anos, tem contrato com o Philadelphia Union, dos EUA

Keirrison

Em 2008, o atacante Keirrison despontou no Coritiba, foi para o Palmeiras em 2009 e em apenas cinco meses foi negociado por R$ 41 milhões com o Barcelona. Jogar ao lado de Messi e de Ibrahimovic seria a realização de um sonho, e ficou nisso, apenas um sonho, sem espaço, rodou por diversos clubes e não se firmou em nenhum. Retornou em 2012 e ficou ate o final de 2015. Hoje, atua pelo Criciúma.

Lenny

Lenny surgiu no Fluminense e fez um golaço contra o Cruzeiro, quem não lembra? Surgia o novo talento brasileiro!Só que não. Depois,  o atleta teve passagem regular pelo Palmeiras até 2011, e depois não conseguiu mais nenhum destaque no futebol nacional

Élton, O “Maradoninha”

O jogador apelidado de “Maradoninha” impressionou muita gente quando jogava na base do Corinthians. Era visto como um jogador raro, pela habilidade na sua perna esquerda, mas não chegou a brilhar em lugar nenhum. Sem sucesso, ele saiu do Timão e rodou o mundo da bola. Hoje, Élton joga pelo modesto Al Fateh da Arábia Saudita

Cada jogador tem sua história e os motivos pelo insucesso são variados: empresários, contusões, adaptações, pressões... Mas ainda não é o fim, há uma luz no fim do túnel para alguns persistentes. Longe dos holofotes, muitos dos que foram promessas ainda persistem dia após dia, tentam sobreviver no mundo do futebol e recomeçar mais uma vez.

São apenas detalhes do futebol.