Páginas

quinta-feira, 2 de março de 2017

O trono ou o futebol? Faça sua escolha.




Você abdicaria toda uma realeza  para tentar uma carreira futebolística? O atleta Peter Rufai teve essa coragem, o príncipe escutou o coração e optou pela alegria que o esporte poderia proporcionar. 

A grande Nigéria dos anos 90

Antes de entrarmos nos assuntos realeza e futebol, temos de entender o contexto no qual Rufai se encontrava. E tudo começa com a aparição relâmpago da seleção nigeriana dessa década. Com muita velocidade, força e com um futebol agressivo, as "Super Águias” ganharam bastante destaque nas machetes esportivas durante os anos 90. Boas participações nas Copas 1994 e 1998 fizeram com que os críticos futebolísticos abrissem os olhos mais uma vez para o continente africano. Não podemos esquecer do ouro nas Olimpíadas de 1996. Como não recordar daquela fatídica eliminação? Êh Kanu! O selecionado esbanjava alegria dentro e fora das quatro linhas. Os uniformes exóticos chamavam a atenção dos amantes do esporte e nomes como Okocha, Amokachi, Oliseh, Finidi George, Yekini, Kanu e até o "gato" Taribo West ficaram com mais evidência na boca do povo. Em meio a todos esses destaques, havia um membro da realeza que defendia as traves enquanto o futebol alegre se apresentava no campo de ataque. E é essa história que vamos conhecer.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Messi, autista ou um homem-cão?


Os adversários caem aos pés do talento puro e raro de Messi. O Barcelona rende-se ao encanto de "La Pulga" há anos. Desde jovem,  aquele garotinho franzino que precisou de tratamentos hormonais para desenvolver chamava a atenção dos espanhóis. Ele cresceu e 59 centímetros depois, encanta o mundo do futebol, com aquele jeito singular de conduzir a bola colada ao pé esquerdo. Não o compare, não se engane, ele é único. Melhor parar por aqui ou encherei o texto de adjetivos. Mas há alguma explicação? Existe motivo de não ter um precedente ou sucessor com essa singularidade? É o que vamos descobrir nas próximas linhas.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Chapecoense, além do futebol





Quase um mês desde a catástrofe na Colômbia, a ficha ainda está caindo, mas aos poucos percebo que o pesadelo foi real. A vida é um sopro, não é mesmo? Sonhos foram destruídos, encontros foram interrompidos e só restará a saudade de cada um que se foi. Não importa se você acompanha ou não o futebol, o que aconteceu foi devastador, foi como perder alguém da família. Não hesito em dizer que essa fatalidade me chocou muito mais do que qualquer outra. Talvez quem acompanhe esse esporte diariamente tenha sentido como eu essa dor que consome. Um buraco foi aberto e a ferida não me parece cicatrizada. Acredito que no mínimo devemos ter compaixão pelo sofrimento do próximo. Vejo por essa perspectiva, mas não julgo o sentimento de cada um em meio a essa tragédia.  O certo é que a família do futebol brasileiro ainda está de luto.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

A polêmica do vírus HIV que abalou o mundo do futebol


Para lembrar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, o Blog Detalhes do Futebol não podia ficar de fora. E é por isso que irei contar uma história de preconceito e discriminação que envolveu o jovem camaronês Samuel Nlend, artilheiro do último Campeonato Camaronês e uma das grandes esperanças da seleção africana.

Pense comigo, e se coloque no lugar de Samuel, com apenas 21 anos, recebe a chance de sua vida: assinar um contrato de três anos com  o rico Al-Ittihad, time da Primeira Divisão da Arábia Saudita. Nlend "jogava" no desconhecido Union Douala, time de seu país natal. Por que jogava entre aspas? Vamos aos fatos:

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Flamini, o jogador mais rico do mundo



Mathieu Flamini é um típico atleta europeu que está fazendo carreira nas principais ligas do velho continente. Atualmente, joga no modesto Crystal Palace, da Inglaterra. O francês de 32 anos é aguerrido, tem um bom poder de marcação e passes precisos, mas os elogios param por aí. Não me entenda mal, ele é um bom jogador e tem suas qualidades. Mas não é pela característica em campo que estamos falando do Flamini. Sua habilidade mestre está fora das quatro linhas. Quem o acompanhou no Milan e nas duas passagens pelo Arsenal sabe que não se trata de um meio-campista diferenciado, no entanto, Flamini chegou ao nível financeiro que nem Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar chegaram perto. Vamos aos Detalhes do Futebol entender como o francês pôde conseguir algo tão raro para um jogador de futebol.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

O goleiro mais barato do mundo




A janela de transferências europeia costuma mexer com o mercado da bola. Quantias milionárias são gastas com o valor pago aos clubes, salários, luvas, porcentagem do empresário... No meio do ano, o Bradford City, da Inglaterra, foi contra esse conceito e contratou o goleiro irlandês Colin Doyle por apenas 1 libra esterlina, equivalente a R$ 4,22 na cotação atual. O blog Detalhes do Futebol vai explicar essa história, e acredite, ela é verdadeira. 

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

O raio-x de Neymar: os dois lados da moeda



Para falar do camisa 10 da seleção brasileira temos de analisar um todo. Sabe-se que Neymar aos 13 anos ganhava 25 mil reais por mês. Aos 15, já atuava nos juniores com jogadores bem mais velhos. Dois anos depois fez a estreia nos profissionais, com apenas 17 anos e 30 dias. Precoce? Acho que não. Ele foi a venda mais cara do futebol brasileiro. Recorde que deve permanecer por um bom tempo. Recentemente, se tornou o grande protagonista do título olímpico, algo inédito para o país. Dentro das quatro linhas, Neymar é idolatrado, seguido, bajulado, exaltado, endeusado por muitos, ufa, adjetivos não faltam, e vale ressaltar que, por merecimento dele. Um atleta  diferenciado atualmente. Os rivais mais críticos o julgam , caçam , depreciam... Mas Neymar parece não ligar para tal perseguição. 

O ídolo com defeitos? 

Fora das quatro linhas, muita polêmica envolvida. Sonegação de imposto, polêmicas na transação Santos/Barcelona, xingamentos, brigas, baladas, e por aí vai. Podemos misturar os feitos do jogador dentro e fora do campo em um só julgamento? O blog Detalhes do Futebol vai mostrar o outro lado da moeda. Cara ou coroa? Faça a sua escolha.